TV CONSUMIDOR Bah! TV ONLINE TOP Consumidor NOTÍCIAS RECOMENDAMOS QUEM SOMOS CONTATO  
Projeto verão: Descubra se o consumo do vinho ajuda ou atrapalha o emagrecimento
   
     
 


14/10/2021

Projeto verão: Descubra se o consumo do vinho ajuda ou atrapalha o emagrecimento
De acordo com estudo, se consumido com moderação, o vinho tinto pode ser um aliado na perda de peso

50% da população brasileira tenta, atualmente, emagrecer de alguma forma, é o que demonstra um estudo da empresa especializada em pesquisa de consumo Nielsen Holding.  

A prática de exercícios e a mudança na alimentação são as estratégias mais adotadas por este público, e são uma poderosa combinação para a perda de peso de forma saudável, desde que haja acompanhamento profissional.  

Quando se pensa em dieta, a maioria evita a ingestão de bebidas alcoólicas, mas um estudo realizado pela Universidade Estadual do Oregon e publicado em 2014, demonstrou que o consumo de vinho tinto pode auxiliar no emagrecimento, acelerando o metabolismo e reduzindo a gordura. 

Como funciona o metabolismo

O que chamamos de metabolismo é um complexo sistema de transformação de nutrientes em energia, que mantém as funções fisiológicas dos seres vivos.

Ele varia de pessoa para pessoa, porque é parcialmente determinado pela genética. Outros fatores, como a interferência de hormônios, vitaminas e minerais, idade e estilo de vida, também podem impactar em seu funcionamento. 

O metabolismo funciona o tempo todo, até mesmo quando estamos dormindo, e quanto mais rápido é seu funcionamento, mais energia é gasta e menos gordura é armazenada. 

Para funcionar a toda velocidade, o segredo é o ganho de massa muscular. Quanto mais músculo, mais energia proveniente do tecido adiposo o metabolismo gasta para mantê-lo saudável. 

É por isso que a prática de exercícios, aliada a uma alimentação equilibrada, é capaz de acelerar o metabolismo e promover a queima calórica, que leva ao emagrecimento.

Vinho e queima de gordura

De acordo com o estudo americano, o vinho tinto contém ácido elágico, um fitoquímico naturalmente presente em alguns alimentos. 

O componente é capaz de retardar a inflamação das células adiposas já existentes e inibir o surgimento de novas células de gordura. Além disso, a substância também acelera a metabolização de ácidos graxos pelo fígado.

Porém, é importante ressaltar que a ingestão de vinho tinto não se traduz necessariamente em perda de peso.

Não foi a primeira vez que a bebida deu indícios de que pode fazer parte de uma dieta voltada ao emagrecimento. 

Um outro estudo, dessa vez de 2009, realizado pela Universidade de Harvard, já havia apontado que, entre as mulheres, o consumo leve a moderado de vinho tinto se destacou na prevenção do ganho de peso.

Além disso, para a saúde de forma geral, o vinho tinto já é uma bebida reconhecida por conter flavonóides, substâncias com poder antioxidante, que são extremamente benéficas no combate aos radicais livres. 

Atenção à quantidade de álcool

Independente da bebida em questão, o álcool é uma fonte de calorias vazias. Ou seja, as bebidas não oferecem nutrientes essenciais para o nosso organismo. Por outro lado, o consumo em excesso leva ao ganho de peso e a problemas de saúde. 

A quantidade de calorias de um drinque está relacionada à presença de carboidratos, proteínas e gorduras, e a seu teor alcoólico. 

Popularmente, diz-se que a cerveja e o vinho são mais calóricos do que os destilados, que não contém açúcares. 

Porém, bebidas como vodca, uísque e gim têm um teor alcoólico muito superior do que o vinho e a cerveja. O que acontece é que com os destilados as pessoas tendem a beber menos.

Bebida 

Teor alcoólico

Kcal (em 100 ml)

Cerveja

4 a 12%

40 kcal

Vinho

8,6 a 16%

87 kcal

Espumante

7 a 10%

98 kcal

Vodca

> 40%

295 kcal

Uísque

38% a 54%

295 kcal

Gim

40% a 50%

295 kcal

Fonte: VivaBem UOL

Para desfrutar das propriedades antioxidantes do vinho tinto e não prejudicar a perda de peso, deve-se consumi-lo sem exagero. Uma taça de aproximadamente 200 ml da bebida uma vez ao dia é o suficiente. 

Além disso, o ideal é jamais beber de estômago vazio. Uma refeição leve e a alternância com água são importantes para não prejudicar a saúde. 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Autor: Comunicação DiVinho
Revisão e edição: de responsabilidade da fonte

Imprimir Enviar link

   
     
 
Comentários
 0 comentários


   
       
     



     
   
     
   
     
 






























 
     
   
     
 
 
 
     
 
 
     
     
 
 
       

+55 (51) 2160-6581 e 99997-3535
appel@consumidorrs.com.br