Imprimir
 

Mercado aposta na diversidade de produtos para crianças que, cada vez mais, influenciam na escolha desses itens

Com estudos mostrando que as crianças podem influenciar em até 80% das decisões de compras dos pais, a escolha das joias para crianças não poderia ficar fora dessa realidade. Ao lado do Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais e Dia dos Namorados, o Dia das Crianças ganha significativa importância para o segmento de joalherias, representado pela Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul).

- O mercado de luxo, como o de joias para crianças ou produtos artesanais personalizados, é muito importante porque são artigos que duram a vida inteira e o valor sentimental é muito grande – afiram o presidente da Ajorsul, Eduardo Machado.

A confecção de joias é geralmente um processo cuidadoso e delicado. Algumas são feitas à mão pela delicadeza que exige. Uma parte dos fabricantes oferece jóias unissex, porém o público que mais faz uso desses acessórios hoje em dia é o feminino. O design, temas e cores são apropriados para cada idade. O mais comum são linhas infantis indicadas para meninos e meninas de até 12 anos. As opções são ainda maiores quando se inclui as semijoias, uma excelente alternativa em vários sentidos. Os designers de joias e semijoias procuram inserir na produção de peças infantis elementos que fazem parte do universo de crianças como bailarinas, heróis, fadas, personagens de desenhos e livros, bichos e outros. 


Autor: Marcelo Matusiak
Fonte: Play Press

Imprimir